Maioria dos produtores de embutidos já aderiu às normas do Serviço de Inspeção Municipal

Imprensa/Prefeitura

Mais três estabelecimentos que produzem embutidos de forma artesanal receberam o certificado do Serviço de Inspeção Municipal na semana passada. São eles: Scalla Casa de Carnes e Frios, Comércio de Carnes e Frios São Luiz, e M&A – Laço de Ouro – Casa de Carnes Rubins, o primeiro açougue da zona rural a receber o selo do SIM.

Com isso, a maioria dos produtores de embutidos artesanais de Socorro já está registrada no SIM/Produtos de Origem Animal. Além da garantia de segurança, o selo é importante para que não haja o risco da mercadoria ser apreendida pela Vigilância Sanitária.

da esquerda para a direita: Dr. Ricardo Salles de Campos, prefeito André Bozola, Irineu Roberto Ribeze Jr., Paulo Lorensini, Luciano de Toledo.

da esquerda para a direita: Dr. Ricardo Salles de Campos, prefeito André Bozola, Irineu Roberto Ribeze Jr., Paulo Lorensini, Luciano de Toledo.

Outros quatro estabelecimentos comercializadores de embutidos não têm o SIM, mas nenhum deles é produtor, ou seja, todos compram de outros produtores certificados, conforme explica o diretor do Departamento de Desenvolvimento Rural, Paulo Lorensini.

Demais produtores que ainda não estejam regularizados devem entrar em contato com o Departamento de Desenvolvimento Rural pelo telefone 3895-6430.

Lorensini falou da importância do serviço de inspeção: “Quando esses produtos são comercializados sem nenhum tipo de controle colocam em risco a saúde dos consumidores, principalmente devido aos cuidados higiênico-sanitários necessários”.

Além dos embutidos, mais três estabelecimentos que trabalham com produtos de origem animal – mel e queijos – também estão certificados: Associação Rural Apiário “Gotinha Dourada”, Tradição do Campo e Braulio Benedito de Faria.

A lei que regulamenta o Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal (SIM/POA) está em vigor desde 01 de janeiro de 2015 e visa garantir a segurança e a qualidade dos produtos feitos artesanalmente (carnes e derivados, leite e derivados, mel e derivados, pescados e derivados, ovos e derivados).

Para mais informações sobre o SIM/POA, produtores e consumidores devem procurar o médico veterinário Dr. Ricardo Salles de Campos no Departamento Municipal de Desenvolvimento Rural, próximo à antiga rodoviária.

da esquerda para a direita: Dr José Luis Zanesco, Paulo Lorensini, Marcia Domingues, prefeito André Bozola, Arilza Domingues de Toledo e José Claudio de Toledo; agachado: Dr. Ricardo Salles de Campos.

da esquerda para a direita: Dr José Luis Zanesco, Paulo Lorensini, Marcia Domingues, prefeito André Bozola, Arilza Domingues de Toledo e José Claudio de Toledo; agachado: Dr. Ricardo Salles de Campos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *