Mais 10 nascentes e 8 córregos afluentes do Rio do Peixe serão restaurados pela Copaíba

Copaíba dá início ao plantio do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e de cursos na bacia do Rio do Peixe”

Equipe Copaíba 

Nas últimas semanas, a Associação Ambientalista Copaíba deu inicio a recuperação florestal em mais de 12,75 hectares (127.500 m2), em duas propriedades rurais no município de Socorro/SP. Esta ação está acontecendo por meio do projeto “Restauração das matas ciliares de nascentes e de cursos na bacia do Rio do Peixe” (Contrato 292/2014 – Mogi 417), com recurso do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), gerenciado pelo Comitê da Bacia do Rio Mogi Guaçu (CBH-MOGI).

As propriedades estão localizadas no bairro das Lavras de Baixo, por onde passam importantes afluentes do Rio do Peixe. Uma delas pertence à família Ribeiro da Silva e a outra à família Duarte, ambas propriedades pertenciam a Fazenda Santo Antonio, e que hoje foi divida em outras propriedades por conta dos negócios da família e herdeiros.

A Fazenda Santo Antonio era utilizada para a pecuária de leite e também para a produção de café, milho, soja e outros grãos. “Naquela época meu avô cuidava de toda a fazenda, junto com a família, de onde tirava seu sustento” relata Rodrigo Binoti, neto do Sr. Elpho Ribeiro da Silva, quem comprou todas aquelas terras em 1968.

Com o passar de todos esses anos, o solo cada vez mais degradado, principalmente pelo atual uso – a pastagem, os proprietários tiveram interesse em proteger essas áreas e o que tem de mais importante nelas, as nascentes. Parte das águas que nascem na propriedade abastecem famílias que moram à jusante. E todos serão beneficiados com a recuperação e a conservação do entorno dessas minas d’água.

Ao todo serão recuperados o entorno de 10 nascentes e as margens de 8 córregos, afluentes do Rio do Peixe. Nessas áreas estão sendo plantadas 12.600 mudas de árvores de espécies nativas da Mata Atlântica. As mudas que estão sendo plantadas nas propriedades são doadas pela Fundação SOS Mata Atlântica, por meio do Programa Cickarvore, do qual a Copaíba é parceria há mais 7 anos.

“A recuperação dessas áreas é de fundamental importância. Esse projeto visa a continuidade da restauração florestal dos afluentes do rio do Peixe e isso contribuirá no aumento efetivo das matas ciliares da bacia, colaborando com a conservação da biodiversidade regional, no controle da erosão e do assoreamento dos cursos d’água e na conservação da quantidade e da qualidade da água destes, garantindo assim qualidade de vida à população e sustentabilidade econômica para a região”, comenta Ana Paula Balderi, coordenadora da Restauração Florestal da Copaíba.

A Copaíba espera que essa ação estimule mais proprietários a restaurarem as matas ciliares de suas propriedades e que os resultados sirvam de modelo para outros municípios da bacia.

Para mais informações ou interesse em recuperar sua propriedade, entre em contato pelo telefone (19) 3895-8382, pelo e-mail atendimento@copaiba.org.br ou na sede da Copaíba, Rodovia Capitão Barduino 788, Socorro-SP.

Essas e outras atividades da Copaíba podem ser acompanhadas também pelo facebook/associacaoambientalistacopaiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *