Manifestações culturais tomam conta de Socorro

Centro Cultural oferece diversas opções gratuitas para a população

Nos últimos anos, é possível perceber em Socorro uma agenda de eventos culturais e artísticos mais extensa. Exemplos dessa realidade são os festivais de verão e inverno ou ainda as atrações culturais no Socorro Luzes de Natal. Engana-se, porém, quem acredita que o maior número de eventos é influenciado exclusivamente pela vocação turística da cidade.

Socorro, como boa parte das cidades do interior, vive hoje uma grande explosão de manifestações culturais espontâneas que em pouco tempo tomam conta dos espaços públicos da cidade. O coletivo Rock Ativo realizou seu primeiro festival em 2013 e hoje reúne mais de 170 bandas inscritas às suas atividades. A organização do coletivo somada à realização do festival de Rock de Socorro incentivou o surgimento de novas bandas e simpatizantes da manifestação na cidade, uma vertente até então não visualizada de maneira predominante.

Elza Farias é artista plástica e coordenadora do projeto Guri, além de ministrar diversas oficinas e aulas ligadas à literatura e teatro. Ela também acredita na importância da organização das manifestações culturais espontâneas e enxerga nelas uma possibilidade para tirar crianças da rua e abrir portas para milhares de jovens.

De acordo com Elsa Farias, artista socorrense e ex-presidente do Conselho Municipal de Cultura de Socorro (COMUM), são observadas dentro do conselho de cultura da cidade 17 vertentes culturais diferentes, reforçando a diversidade cultural socorrense.

Para o Secretário Municipal de Cultura, Tiago de Faria, é função dos gestores da cultura organizar e incentivar ao máximo as manifestações espontâneas, criando condições para que o artista consiga desenvolver seu trabalho e a população tenha a oportunidade de interagir com aquela manifestação. “A Secretaria Municipal de Cultura, juntamente com seus parceiros, como o COMUM, Conservatório e outros, mantém uma intensa programação de atividades culturais semanalmente para a população. Além disso, é difícil o final de semana que não temos atividades” destaca Faria.

O Centro Cultural de Socorro oferece hoje 16 aulas das mais variadas manifestações culturais, além de filmes e oficinas oferecidos todos os meses por meio do projeto Pontos Mis e mais 16 opções de instrumentos musicais junto ao Conservatório Municipal. “Hoje, contamos com 5 grandes eventos ao longo do ano: o festival de verão, o carnaval, o festival de inverno, a festa de agosto e a programação cultural do Socorro Luzes de Natal. Nesses eventos, priorizamos dar espaço para o artista socorrense”, explica.

Outros dois festivais incentivados pela Secretaria e que preservam culturas locais são o Festival de Marchinhas, que acontece junto ao carnaval, e o Festival de Viola Caipira, dentro da programação da festa de agosto. Segundo Tiago de Faria, todo esse trabalho só é possível graças ao apoio do chefe do executivo municipal. “Somos privilegiados pelo olhar diferenciado que o Prefeito André tem em relação à cultura. Isso nos garante condições para buscar as melhores soluções”.

Além do incentivo à cultura local, existe um esforço em apresentar novas vertentes musicais aos socorrenses, como bandas de orquestra sinfônica ou grupos de música clássica em geral, por meio de parcerias com o Conservatório de Tatuí e a Unicamp, entre outras.

 O Secretário Municipal de Cultura, Tiago de Faria, acredita que o fato de ser músico contribui na relação com os artistas. “Eu sei do que o artista precisa, e assim buscamos tratá-lo com o maior respeito e oferecendo as condições necessárias para o desenvolvimento de seu trabalho. Isso é primordial para a organização das nossas manifestações culturais espontâneas”.

O Secretário Municipal de Cultura, Tiago de Faria, acredita que o fato de ser músico contribui na relação com os artistas. “Eu sei do que o artista precisa, e assim buscamos tratá-lo com o maior respeito e oferecendo as condições necessárias para o desenvolvimento de seu trabalho. Isso é primordial para a organização das nossas manifestações culturais espontâneas”.

O trabalho em conjunto e a dedicação dos envolvidos ajuda no enfrentamento de um dos maiores problemas quando o assunto é desenvolvimento cultural: o financiamento. Com outras demandas, como saúde e educação, nem sempre é possível atender todos os pedidos, entrando em cena a criatividade dos artistas. “É muito difícil eu falar um não a um artista que quer desenvolver um projeto. Quando não conseguimos realizar naquele momento, pedimos um tempo e nos planejamos para oferecer a oportunidade o mais rápido possível”, destaca Tiago.

Mapa Cultural Paulista
Prova do sucesso das parcerias é a realização de mais uma seletiva da região de Campinas do Mapa Cultural Paulista em Socorro, neste ano. De 23 de outubro a 1º de novembro, o Museu Municipal receberá mais de 200 obras de artes visuais para exposição e sete peças de teatro serão apresentadas no Centro Cultural entre os dias 17 e 25 de outubro. O evento é organizado pela Abaçaí Cultura e Arte em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura.

MAPS
A mobilização da população em torno das atividades culturais também pode ser observada com o relevante número de inscrições para a III Mostra de Artes Plásticas de Socorro – Prêmio Edmur Godoy de Artes Plásticas 2015, promovida pelo  Museu Municipal Dr. João Baptista Gomes Ferraz . Foram 75 inscritos em 12 categorias, que irão concorrer a cinco prêmios: Fotografia, Pintura Contemporânea, Desenho Artístico Livre, Pintura Acadêmica e Incentivo. As inscrições já foram encerradas e os candidatos poderão entregar as obras até o dia 07 de novembro, de terça a sábado, das 9 as 17 horas. A exposição, com divulgação dos vencedores, acontece em 4 de dezembro.

MPC CARTAZ A3 curvas

Cultura Imaterial
A Secretaria de Cultura se dedicou nos últimos meses a um minucioso trabalho de catalogação das manifestações culturais imateriais da cidade. A ação atende a um projeto de lei, de autoria do prefeito André Bozola na época em que era vereador, que torna manifestações patrimônio imaterial. De acordo com o Secretário, Socorro deverá ser pioneira na apresentação, em breve, por parte do poder executivo de um projeto de lei de salvaguarda da congada socorrense. A intenção é assegurar por meio de legislação municipal as condições mínimas, como equipamentos e infraestrutura externa, para que a congada continue sempre ativa.

Uma das manifestações culturais mais tradicionais de Socorro, a congada São Benedito já incentivou o surgimento de outros três núcleos de congada mirim nos bairros dos Morais, Rubins e Oratório. Na catalogação realizada, são identificados como cultura imaterial os produtores de vassouras, benzedores, entre outros. O projeto deve ser encaminhado em breve para o legislativo socorrense.

Futuro
Recentemente, a cidade de Socorro foi integrada ao Sistema Nacional de Cultura (SNC) e um importante passo para o planejamento da cultura local será dado em breve. O departamento jurídico da prefeitura está analisando e em breve será enviado à Câmara Municipal um projeto de lei para criar o Sistema Municipal de Cultura.

O projeto permitirá a criação do Fundo Municipal de Cultura e deixará a cidade apta a celebrar convênios e participar de parcerias com diversas instituições, como o Ministério da Cultura, além de promover um amplo debate para a criação do Plano Municipal de Cultura, ou seja, um documento, de duração decenal, que irá criar estratégias para a organização, regulação e direcionamento da execução da Política Municipal de Cultura. “Queremos pensar a cultura de Socorro para o futuro, garantir que nossas manifestações sejam preservadas. Esse projeto será muito importante”, explica Faria.

PROGRAMAÇÃO CENTRO CULTURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *