Circuito das Águas debate implantação de rotas cênicas com o Secretário Estadual de Turismo

 

A implantação de rotas cênicas no cênicas integrando os municípios do Circuito das Águas Paulista foi um dos temas abordados durante reunião realizada na última terça-feira (10/9) entre o Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento do Polo Turístico do Circuito das Águas Paulista (Cicap) e o secretário estadual do Turismo Vinícius Lummertz, na sede da secretaria, em São Paulo. O Consórcio esteve representado por seu presidente, o prefeito de Socorro André Bozola.

O projeto de rotas cênicas pretende fomentar o turismo desenvolvendo temáticas que tenham identidade com a região onde serão implementadas e construir elementos que possam atrair turistas no entorno das rodovias, como pontos de parada para observação, hotéis, cafés e restaurantes etc. “Queremos que as rotas cênicas não incluam exclusivamente espaços para contemplação da natureza, mas também locais para que as pessoas possam vivenciar experiências e contar com opções que tornem a estrada um autêntico parque temático para o turista”, destacou Lummertz. O secretário adiantou ainda que o governo vai realizar um amplo estudo, em conjunto com a Universidade de São Paulo, que irá nortear as diretrizes do projeto.

O presidente do Consórcio do Circuito das Águas e prefeito de Socorro André Bozola é entusiasta da proposta das rotas cênicas e destaca o fato de a região contar com natureza exuberante como um aspecto potencializador da iniciativa.”O Circuito das Águas oferece um cenário naturalmente favorável a esse tipo de empreendimento, que seguramente será um divisor de águas para o turismo, marcando uma etapa de modernização do setor, já que privilegia novas parcerias e conceitos empresariais” destacou Bozola.

Indicação Geográfica do café

Durante a reunião com o secretário estadual de Turismo, André Bozola também solicitou apoio ao secretário para o projeto que que busca obter selo de Indicação Geográfica (IG) para os cafés especiais produzidos no Circuito das Águas Paulista. O selo de Indicação Geográfica é concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (Inpi), após uma ampla análise que envolve aspectos agrícolas, geográficas,históricas, culturais e garantirá reconhecimento do padrão de qualidade para cafés produzidos na região, agregando valor e abrindo portas para mercados internacionais. Com lavouras situadas na Serra da Mantiqueira entre 850 e 1.350 metros de altitude, a região Circuito das Águas Paulista produz grãos com intenso aroma frutado e floral, características que os tornam únicos e os diferenciam dos cafés de outras áreas do País.

Outra proposta levada pelo Consórcio ao secretário Vinícius Lummertz visa o incentivo ao cicloturismo na região, com a criação e implantação de rotas ciclísticas integrando os municípios do Circuito das Águas, promovendo o turismo sustentável e incrementando a circulação de visitantes entre os municípios.

A reunião com o secretário estadual do Turismo contou ainda com a presença representantes municipais de turismo dos municípios de Águas de Lindoia, Lauro Franco; Amparo, Marcelo Craveiro; Holambra, Alessandra Caratti; Lindoia, Juliano Belini; Monte Alegre do Sul, Antônio Henrique Corsi; Serra Negra, César Augusto Oliveira Borboni; Socorro, Acácio Zavanella; e do gestor do Consórcio do Circuito das Águas, Luis Cesar de Souza Pinto.

Legenda da foto: Secretário estadual de Turismo Vinícius Lummertz recebe representantes do Consórcio do Circuito das Águas: projetos inovadores a caminho.

Compartilhe: