Secretários de Saúde podem acompanhar recursos federais por aplicativo

 

Aplicativo do Ministério da Saúde é pioneiro no setor público e dá maior agilidade e transparência para o planejamento e gestão da saúde

A gestão dos recursos da saúde na palma da mão já é realidade. Há dois meses, quando o aplicativo InvestSUS foi lançado, secretários de saúde de todo o país têm à disposição todas as informações, em tempo real, sobre o andamento de propostas relacionadas a obras ou custeio de serviços de saúde em seus municípios, que são financiados pelo Governo Federal. Já são 3 mil downloads do aplicativo, que é gratuito e pode ser acessado em qualquer lugar por meio de smartphones. Desta forma, a informação estará disponível aos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) para consulta a qualquer momento. A iniciativa do Ministério da Saúde é pioneira no setor público e confere mais facilidade e transparência na visualização dos repasses de recursos.

“Estamos descentralizando toda a informação para secretários estaduais e municiais de saúde. É importante que eles, enquanto gestores do SUS, tenham em mãos o conhecimento de todo e qualquer trâmite para dar celeridade aos processos de saúde”, destaca o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A ferramenta possibilita, de forma interativa, uma visão geral das informações, por meio de gráficos e recursos geográficos. Em poucos cliques, o gestor consegue visualizar, por exemplo, os valores repassados por meio dos blocos de financiamento da saúde organizados por dia, mês e ano. Pode visualizar ainda a tramitação das propostas cadastradas, por exemplo, para construção de novas unidades de saúde ou compra de equipamentos, incluindo pareceres técnicos, empenhos e o pagamento. Também podem acompanhar os saldos ainda disponíveis nas contas bancárias a partir de repasses efetuados pelo Ministério da Saúde.

A maior celeridade nos processos na tramitação de propostas é possível porque o aplicativo notifica os gestores do SUS quando as propostas cadastradas por eles passam de uma etapa para outra. Desta forma, os secretários estaduais e municipais de saúde não perdem nenhum prazo caso haja necessidade de complementação, além de evitar a necessidade de terem que ir pessoalmente ao Ministério da Saúde saber da situação das propostas.

O aplicativo pode ser baixado nas versões Android e IOS. O diretor do Fundo Nacional de Saúde, Dárcio Guedes Jr., destaca que se trata de um canal direto, exclusivo, seguro e de fácil acesso aos secretários estaduais e municipais de saúde ou mesmo para assessores designados por eles para monitorarem os recursos federais liberados para suas regiões. “Com o InvestSUS não se perde tempo, pois é possível monitorar todas as etapas do processo onde as propostas estão, desde o cadastramento, análise até a aprovação e o pagamento, com cada etapa notificada”, resumiu Dárcio Guedes Jr.

Seguindo a diretriz da descentralização das informações, as próximas versões do InvestSUS contemplarão melhorias como a caixa de mensagens – uma espécie de chat a fim de possibilitar um canal de atendimento direto com o Ministério da Saúde – e um módulo direcionado para consulta pelo cidadão das principais ações de saúde que estão em execução com recursos federais na sua cidade.

EMENDAS PARLAMENTARES

Em março deste ano, o Ministério da Saúde também lançou o aplicativo “Emendas Parlamentares” para que deputados e senadores também possam acompanhar e serem notificados, pelo celular, quando houver empenho, pagamento e publicação de emendas parlamentares. Para o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a ferramenta busca atender ao máximo de parlamentares que vão até a sede do Ministério da Saúde, em Brasília.

“Verificamos que muitas das questões que mobilizavam a vinda de um prefeito ou de um parlamentar até o Ministério da Saúde eram pontuais, como resolver problema de documento. Isto é oneroso aos cofres públicos. O aplicativo permite que o parlamentar, com sua senha individual, acompanhe, de onde estiver, o andamento da sua emenda parlamentar”, explicou o ministro.

A plataforma, também pioneira no setor público, objetiva ofertar aos congressistas um canal ágil e seguro que simplifica o processo de pesquisa de dados, beneficiários e propostas. Assim como o InvestSUS, o app possibilita, de forma interativa, acesso a um conjunto de informações, por meio de gráficos e recursos geográficos. Já são mais de mil downloads.

Fonte: www.saude.gov.br

https://www.facebook.com/minsaude/

Silvia Pacheco, da Agência Saúde – Atendimento à Imprensa

 

Compartilhe: