O jogo da vida

Pare agora o que estiver fazendo e liste três coisas sobre você mesmo. Mas aqui vai o truque. Como isso não é uma entrevista de emprego, não vale falar que é ansioso ou proativo. Quero saber três coisas que você realizou nos últimos meses. Ganhar um campeonato nacional de nado no pântano, fazer a melhor cerveja artesanal da cidade, tudo vale. Achou a tarefa complicada? Talvez esse texto seja para você.

O mundo só está interessado no que pode obter de você. Sim, a afirmação é tão forte quanto verdadeira. Desde a relação patrão/empregado até a relação mãe/filho, tudo envolve interesses. Não estou dizendo, com isso, que só existe egoísmo no mundo. Apenas quero dizer que, olhando atentamente, você perceberá que ter apenas um bom coração ou ser somente um vizinho camarada não te ajudará em muita coisa.

Vivemos em uma sociedade com problemas práticos. As pessoas dormem e acordam todos os dias e precisam de quem produza sua comida, levante sua casa, costure sua roupa etc. Não se engane, você só participa verdadeiramente do mundo se estiver disposto a resolver alguns de seus problemas. Qualquer coisa diferente disso e você não conseguirá estourar a bolha.

Eu não sei onde e nem quando essa síndrome surgiu, mas adoramos brincar que vivemos em um interminável domingo à tarde, onde comemos grandes tigelas de macarrão e assistimos a programas de auditório. Mas a vida não é assim. O mundo vai te agredir, e se você não tiver as ferramentas para resolver o problema, perde o jogo. As pessoas, nesse exato momento, estão estudando, malhando, lendo, criando. E você, já se aprimorou hoje?

Adoramos nos perguntar como conseguir aquele emprego tão sonhado, mas a pergunta deveria ser outra: “Como me tornar um candidato extremamente atraente aos olhos desse empregador?”. Essa é a chave. Mas não queremos ver dessa forma, seria muito trabalhoso. Preferimos acreditar que não é pra gente, deixa pra lá. O que estou dizendo é, você está preparado para o que quer?

Um amigo está apaixonado. Ele chega para mim e se queixa que a mulher dos seus sonhos não se interessa por ele. “Que injusto, eu sou um cara legal!”. Claro, mas isso é o mínimo. Uma garota interessante tem pelo menos 10 caras legais no seu pé. Qual o seu diferencial? Ela sabe tudo sobre política internacional e gasta uma hora todos os dias antes de dormir hidratando sua bela pele. E você, o que tem a oferecer? Se a resposta for “nada”, saia da fila, não vai demorar muito para alguém mais bem preparado aparecer.

Não se trata de dinheiro ou sucesso. Muitas vezes fazemos essa ligação para conseguirmos mais e mais desculpas. É tudo sobre como você pode ser útil ao mundo e às pessoas ao seu redor. Viver bons momentos tem um preço, não poderia ser diferente. Se você não está satisfeito, está fazendo errado. Você já aprendeu algo hoje? Experimente sair do piloto automático. Seu amigo obeso não quer que você comece uma nova dieta. Seu amigo desempregado não quer você começando uma carreira. Mas está longe de ser maldade, é apenas medo de não ser bom o bastante.

Quanto a você, precisa entender e passar por cima disso. Exponha-se ao mundo e faça sair do papel. Acabe com as desculpas, ou elas irão acabar com você.

– Texto inspirado nas “6 verdades chocantes que irão fazer de você uma pessoa melhor”, de David Wong

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *